A médica Tais Sousa Teixeira Barreto foi encontrada morta no banheiro do apartamento, em Itabuna. O corpo da profissional foi achado por um porteiro do prédio, que teria recebido uma ligação da mãe da profissional, com pedido para verificar o que estava ocorrendo com a filha. Ele já a encontrou sem vida. A suspeita é que a médica tenha cometido suicídio.

Segundo amigos, os pais de Tais Barreto são de Jequié, e estiveram com a filha, em Itabuna, até a manhã de quinta-feira, quando retornaram para o município do sudoeste da Bahia. A médica passou o dia no hospital pediátrico Manoel Novares, onde fazia residência médica desde março. Ela atuou até o início da noite de quinta-feira (17) e fazia planos para os próximos dias, inclusive de passar o Natal com os pais.

De acordo com os colegas, a médica lanchou e almoçou e, durante todo o dia, conversou bastante. Sem apresentar qualquer descontrole emocional, ela deixou a unidade hospitalar por volta das 18h30min. Ainda não se sabe exatamente que horas o incidente ocorreu. O corpo da médica será sepultado neste sábado (19), em Jequié.

A Santa Casa de Itabuna emitiu nota de pesar e decretou luto de três dias. “O provedor em exercício da Santa Casa de Itabuna, o médico Antônio Augusto Monteiro, decretou luto oficial de três dias. Em nome da instituição, ele solidariza-se com os familiares, amigos e colegas de trabalho da doutora Tais Barreto, que foi encontrada sem vida na residência dela. A médica era uma pessoa cativante, meiga e parceira”, diz em nota. Fonte: Pimenta.blog