WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia



setembro 2020
D S T Q Q S S
« ago    
 12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
27282930  





cobra produtora hadassa marcus solla acougues angelica fabricio


:: ‘Política’

Bolsonaro diz que não apoiará candidatos a prefeito no 1º turno das eleições

Bolsonaro diz que não apoiará candidatos a prefeito no 1º turno das eleições

Foto: Reprodução / Agência Brasil

O presidente Jair Bolsonaro disse nesta sexta-feira (28) que decidiu não apoiar nenhum candidato a prefeito no primeiro turno das eleições municipais deste ano.

Em mensagem nas redes sociais, o presidente desejou sorte tanto aos eleitores como aos postulantes e acrescentou que não se filiará a nenhum partido neste ano.

“Decidi não participar, no primeiro turno, nas eleições para prefeitos em todo o Brasil. Tenho muito trabalho na Presidência da República e, tal atividade, tomaria todo meu tempo em um momento de pandemia e retomada da nossa economia”, ressaltou.

Na quarta-feira (26), o presidente se reuniu com deputados aliados do PSL para discutir a sua volta à legenda. No encontro, no entanto, ele disse que só tomará uma decisão no próximo ano, caso não seja possível viabilizar a criação da Aliança pelo Brasil.

“Em comum acordo, tenho conversado com três partidos para o caso de não se concretizar a tempo o Aliança pelo Brasil. Nessa segunda hipótese, de ambos os lados, se impõe condições para essa filiação. Isso também decidi que somente poderia acontecer em 2021”, disse.

Além do PSL, o presidente avalia ingressar no PTB, do ex-deputado Roberto Jefferson, ou no Republicanos, partido em que estão filiados seus filhos Flávio e Carlos.

Na reunião com o PSL, o presidente disse, segundo parlamentares presentes, que só irá retornar à legenda se forem afastados desafetos políticos, como os deputados federais Joice Hasselmann (SP) e Delegado Waldir (GO).

Vice de Zé Raimundo será do PCdoB, crava radialista

Na manhã desta quarta-feira, durante o programa Redação Brasil, o radialista Deusdete Dias noticiou que acabaram as indefinições sobre o partido que irá compor a vice do Zé Raimundo (PT), pré-candidato a prefeito de Vitória da Conquista. Está batido o martelo! O nome a vice será do Partido Comunista do Brasil (PCdoB), que tem como maior liderança na cidade e região o deputado Fabrício Falcão.

Ainda segundo Deusdete, o deputado irá apresentar hoje uma lista de opções do partido para a vaga, em reunião com o PT. A definição deverá ser divulgada em breve.

ELEIÇÕES 2020 -PLENÁRIA PARTICIPATIVA PT POÇÕES HOJE AS 19 HORAS RETRANSMISSÃO POÇOES24HORAS

Politica em Poções: Jailton Lopes confirma sua Pré-Candidatura a Vereador

O Poções 24 horas bateu um papo com o Jovem Jailton Lopes, que se lançou pré candidato a Vereador pelo PcdoB em Poções. Jailton que esta com 29 anos, surge com grande apoio para Renovação nessa pré-campanha de 2020. Hoje como secretario de organização do Pcdob, defende uma nova linha de debate dentro da câmara e segue com bom desempenho, sobre tudo entre os jovens da cidade.

BALANÇO GERAL | “Prefeito de Conquista, deixe de fazer politicagem”, diz Varela

Durante o programa Balanço Geral da TV Record Itapoan desta terça-feira (11), o apresentador Raimundo Varela criticou a postura do prefeito de Vitória da Conquista Herzem Gusmão Pereira (MDB) contra o governador Rui Costa (PT) e o prefeito ACM Neto (DEM).

“O prefeito de Vitória da Conquista xingou o Governador do estado. Agora disse que quer tomar banho de mar em Salvador e comer um lanche no shopping. Deixa de fazer politicagem. Existem pessoas morrendo e os caras fazendo política”, disse Varela.

Varela ainda completou. “As eleições estão programada para novembro. Agora entendo porque estão fazendo politicagem”. (Postagem original).

Quais as regras da pré-campanha?

2020 é ano de eleição e, em anos como este, entre os dias 20 de julho e 5 de agosto ocorrem as convenções partidárias para que sejam decididos quem serão os candidatos de cada partido aos cargos públicos disputados. Ao fim desses dias, finda-se a pré-campanha, que é a campanha daqueles que desejam ser candidatos, e têm-se início os planejamentos das campanhas propriamente ditas.

No entanto, esse momento, assim como o momento da campanha, possui regras para evitar a manipulação da opinião pública, o abuso de poder e econômico.

O que não é permitido na pré-campanha

Considerando que a pré-campanha não possui data certa para começar, não existe uma limitação quanto a quando um pré-candidato pode começar a expor seus pontos de vista, o desejo a determinado cargo público e até ir a rádio e tv para falar sobre o assunto.

No entanto, tudo o que é proibido durante uma campanha eleitoral também será proibido em uma pré-campanha:

  • Pedir votos, o que é considerado campanha antecipada;
  • Comprar votos;
  • Propaganda paga em rádios e televisão;
  • Propagação de difamação de outros partidos;
  • Proibida a transmissão ao vivo das prévias partidárias;
  • Xingar ou difamar candidatos de outros partidos;
  • Uso de cavaletes e bonecos infláveis;
  • Fixação de propaganda política em árvores e jardins;
  • Entrega de brindes, apresentação remunerada de artistas, outdoors, trios elétricos, abuso de instrumentos sonoros;
  • Alusão aos órgãos e entidades públicos;
  • Abuso de poder econômico.

O que é permitido na pré-campanha eleitoral

Com tantas coisas proibidas, o que é permitido na pré-campanha? Bem, é permitido que os pré-candidatos utilizem suas redes sociais para entrar em contato com o eleitorado, dar a opinião pessoal sobre assuntos políticos, mencionar que pretende se candidatar e exaltar suas qualidades.

Ministro Barroso fará convite para OEA acompanhar eleições municipais

Ministro Barroso fará convite para OEA acompanhar eleições municipais

Foto: Reprodução / Agência Brasil / José Cruz

A Organização dos Estados Americanos (OEA) será convidada a enviar uma missão ao Brasil para acompanhar as eleições municipais deste ano. O convite será feito pelo presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ministro Luís Roberto Barroso. A decisão de convidar a OEA foi comunicada nesta segunda-feira (10) ao ministro das Relações Exteriores, Ernesto Araújo.

 

É de Araújo, na qualidade de chanceler, a responsabilidade de adotar as providências necessárias para formalizar o convite à entidade, com sede em Washington (EUA). Nas eleições majoritárias de 2018, a OEA também enviou uma missão ao Brasil. Desembarcaram no país 30 especialistas de 17 nacionalidades. Em virtude da pandemia do covid-19 a missão deverá ser reduzida este ano, segundo a Agencia Brasil.

 

Em 2018, os representantes da entidade elogiaram a segurança das urnas eletrônicas brasileiras. Por outro lado, criticaram os atos de violência nas eleições, além da disseminação de notícias falsas, impulsionadas por redes sociais, durante a campanha.

 

“A missão lamenta o uso irresponsável que vários setores políticos fizeram dessas ferramentas, que, quando empregada de forma positiva, podem contribuir ao intercâmbio de informação entre candidatos e eleitores e ajudar a autoridade eleitoral a aproximar a cidadania do processo eleitoral”, afirmaram os integrantes da missão, à época.

 

A pandemia também fez com que o Congresso Nacional adiasse em seis semanas o início das eleições municipais. Dessa forma, o primeiro turno das eleições municipais será adiado de 4 de outubro para o dia 15 de novembro. A data do segundo turno passa para o dia 29 de novembro. Antes de tomada a decisão, os parlamentares ouviram vários especialistas. O próprio presidente do TSE também foi consultado e apoiou a medida.

 

Bahia Notícias

Condenados pela Lei da Ficha Limpa até 2012 poderão concorrer aos cargos municipais em novembro, diz TSE

urna-1

 

Em parecer, a área técnica do TSE (Tribunal Superior Eleitoral) indicou aos ministros da Corte que condenados pela Lei da Ficha Limpa em 2012 poderão concorrer aos cargos municipais em novembro. Caso as eleições fossem realizadas nas datas originais, em outubro, as pessoas nessa situação não poderiam participar.

O parecer foi apresentado na sexta-feira (7) em resposta a uma consulta do deputado federal Célio Studart (PV-CE). O congressista é contra a participação, nas eleições de 2020, de candidatos condenados.

Em 1º de julho, o Congresso Nacional promulgou a PEC (proposta de emenda à Constituição) que adiou as eleições municipais de 2020. O pleito, antes marcado para 4 de outubro, será em 15 de novembro.

A área técnica do TSE considera o fato de que a ineligibilidade estabelecida com base na Lei da Ficha Limpa é de 8 anos. Com isso, políticos impedidos de disputar as eleições de outubro de 2012 por condenações relacionadas a crimes de caixa 2, abuso de poder econômico, dentre outros, estarão aptos em novembro.

“Não tendo o Congresso Nacional optado por postergar o prazo final das inelegibilidades em razão da alteração da data do pleito para o mês de novembro, entende-se não haver campo para que tal providência se dê no âmbito desta Corte Superior”, diz o parecer.

O documento segue para análise do relator, ministro Edson Fachin. Posteriormente, será analisado pelo plenário da Corte Eleitoral.

Eis o novo calendário eleitoral de 2020:

novo-calendario-eleitoral-2020-414x1024

POÇÕES´-Disputa por pré-candidato expõe racha no PSB da Bahia e coloca Nilo contra Rodrigo Hita

Disputa por pré-candidato expõe racha no PSB da Bahia e coloca Nilo contra Rodrigo Hita

Foto: Divulgação / PSB-BA

Uma reunião com vazamentos, briga e a decisão do pré-candidato à prefeitura de Poções, no interior da Bahia, expôs um racha dentro PSB no estado e levou o deputado federal Marcelo Nilo (PSB) ameaçar deixar a legenda nesta semana. 

O partido preteriu o pré-candidato apresentado Nilo, deputado federal do grupo mais bem votado na cidade, para apoiar o vereador Leordino (PSB) e o atual prefeito Leandro Araújo Mascarenhas (PTB), aliado do deputado estadual Sandro Régis (DEM) e do deputado federal e secretário de estado Josias Gomes (PT).

 

Nos bastidores, filiados assinalaram que a escolha do PSB em apoiar o prefeito do PTB foi uma tentativa de frear o crescimento de Nilo dentro da sigla. Caso faça a eleição de muitos aliados, o parlamentar federal poderia disputar a presidência do PSB-BA com a colega Lídice da Mata, descreveram fontes que pediram anonimato. 

 

A escolha pelo apoio do PSB a Leandro Araújo foi defendida pelo presidente da Fundação Luís Eduardo Magalhães (FLEM), Rodrigo Hita. O presidente e o deputado federal protagonizaram uma briga durante a reunião online que debateu o tema. 

 

A discussão teve início quando Nilo descobriu que Hita tinha convidado, sem aviso prévio, outras pessoas para compor a reunião no aplicativo Zoom. Sem saber que estava sendo assistido por munícipes de Poções, Nilo teceu críticas a articulação política do governador Rui Costa e teria ficado irado ao descobrir o movimento do colega. 

 

Ao saber das presenças no encontro, Nilo teria chamado Rodrigo Hita de “menino sem voto” e criticado o poder de decisão do correligionário no partido, mesmo que ele não tenha cargo eletivo. Rodrigo Hita é sobrinho da deputada federal e atual presidente do PSB, Lídice da Mata. 

 

Procurado pelo Bahia Notícias e perguntado sobre a situação, Nilo se disse chateado com a escolha do PSB. 

 

“Apresentei um candidato viável e o diretório decidiu dar o apoio a um vereador e a um prefeito que é carlista”, descreveu. O parlamentar ainda contou que pretende acionar a Executiva Nacional do partido para reverter a decisão

DIA 11 DE AGOSTO TERÇA FEIRA AS 20 HORAS LIVE COM O PRÉ CANDIDATO A PREFEITO DE POÇÕES DR OTTO E O DEPUTADO ESTADUAL FABRÍCIO FALCÃO






WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia