WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia

prefeitura de pocoes







cobra produtora marcus solla acougues angelica fabricio


:: ‘Destaque1’

Filme poçoense, Rosa Tirana será exibido às 20h do dia 25 na Mostra de Cinema de Tiradentes

O filme poçoense Rosa Tirana, que tem como diretor Rogério Sagui, foi selecionado para participar da 24ª edição da Mostra de Cinema de Tiradentes – um dos eventos mais importantes e tradicionais do país. A 24ª edição da Mostra de Cinema acontecerá entre os dias 22 e 30 de janeiro, e os filmes serão avaliados pelo júri oficial, concorrendo ao Troféu Barroco e a prêmios de parceiros da Mostra. Rosa Tirana participa da Mostra de Cinema no dia 25, às 20h00, e poderá ser acompanhado pelo site do evento (mostratiradentes.com.br).
Sobre o filme
Em uma terra banhada de sol, durante a maior seca que o sertão nordestino já viveu, a menina Rosa mergulha em uma longa travessia pela caatinga árida e fantasiosa, em busca de um encontro com nossa senhora Imaculado, a rainha do sertão. Com um tom perspicaz, a trama é envolvida por um amalgama de fatores que, na aridez da paisagem retratada, torna-se fertilizante para a compreensão do drama humano, a partir do olhar da pequena protagonista.

No Dia Mundial das Comunicações Sociais, papa agradece coragem de jornalistas

O Papa Francisco agradeceu neste sábado (23) aos profissionais de comunicação pela coragem e determinação de mostrar os abusos e injustiças contra os pobres e de retratar as numerosas realidades do planeta nestes tempos de pandemia.

Intitulada “Vem e verás”, a mensagem do Papa Francisco para o Dia Mundial das Comunicações Sociais deste ano reflete sobre princípios do jornalismo. Extraído do Evangelho de João, o tema tem como subtítulo “Comunicar encontrando as pessoas onde estão e como são”.

“O próprio jornalismo, como exposição da realidade, requer a capacidade de ir aonde mais ninguém vai: mover-se com desejo de ver. Uma curiosidade, uma abertura, uma paixão. Temos que agradecer à coragem e determinação de tantos profissionais (jornalistas, operadores de câmara, editores, cineastas que trabalham muitas vezes sob grandes riscos), se hoje conhecemos, por exemplo, a difícil condição das minorias perseguidas em várias partes do mundo, se muitos abusos e injustiças contra os pobres e contra a criação foram denunciados, se muitas guerras esquecidas foram noticiadas. Seria uma perda não só para a informação, mas também para toda a sociedade e para a democracia, se faltassem estas vozes: um empobrecimento para a nossa humanidade”, afirma o Papa.

Segundo ele, há o risco de narrar a pandemia ou qualquer outra crise só com os olhos do mundo mais rico, como na questão das vacinas e dos cuidados médicos em geral, com a exclusão dos menos favorecidos.

“Quem nos contará a expectativa de cura nas aldeias mais pobres da Ásia, América Latina e África? Deste modo, as diferenças sociais e económicas a nível planetário correm o risco de marcar a ordem da distribuição das vacinas anti-Covid, com os pobres sempre em último lugar”, disse o pontífice, alertando para que a distribuição das vacinas anti-Covid não obedeça a uma lógica de lucro.

O pontífice afirma que “vem e verás” foi a forma como a fé cristã se comunicou, começando pelos primeiros encontros nas margens do rio Jordão e do lago da Galileia. Aos primeiros discípulos que o quiseram conhecer, depois do seu batismo no Rio Jordão, Jesus respondeu: “Vinde e vereis”. Segundo o Papa, a fé cristã começa desta forma e assim é comunicada: “com um conhecimento direto, nascido da experiência, e não por ouvir dizer”, algo muito atual em tempos de grupos de Whatsapp.

Segundo Francisco, vir e ver pressupõe dois movimentos. O primeiro deles é sair da presunção cômoda do “já sabido” e mover-se, ir ver, estar com as pessoas, ouvi-las. Isso requer transparência e honestidade intelectual. Mas além do aspecto moral, “ir e ver” se refere a algo básico no jornalismo, isto é, deixar de lado a informação construída nas redações, em frente do computador, para sair à rua, “gastar a sola dos sapatos”, encontrar pessoas para procurar histórias ou verificar informações.

Papa Francisco em audiência geral semanal na biblioteca do Palácio Apostólico do Vaticano, em novembro de 2020 — Foto: Vatican Media/Reuters

“Se não nos abrirmos ao encontro, permanecemos espectadores externos, apesar das inovações tecnológicas”, afirma.

O Papa advertiu que cada instrumento só é útil e precioso se nos impelir a ir e ver coisas que, de outra forma, não saberíamos, se colocar em rede conhecimentos que, do contrário, não circulariam, se permitir encontros que de outra forma não teriam lugar.

O “vem e verás” é o método mais simples de conhecer uma realidade. Para conhecer, escreve ainda Francisco, é necessário encontrar, permitir que quem está à minha frente fale comigo, deixar que o seu testemunho chegue até mim.

Outro alerta do Papa diz respeito à informação produzida nas redes sociais. Se por um lado pode haver mais velocidade no fluxo da informação, por outro há o risco da sua manipulação. Um risco que chama a todos a uma responsabilidade “pela comunicação que fazemos, pelas informações que damos, pelo controlo que podemos juntamente exercer sobre as notícias falsas, desmascarando-as”.

“Todos estamos chamados a ser testemunhas da verdade: a ir, ver e partilhar”, afirmou o pontífice

BOLETIM -COVID-19 POÇÕES/BA 23/01/2021

Bahia tem mais de 4,5 mil novos casos de Covid-19 nas últimas 24h; total passa de 562 mil e mortes chegam a 9.827

A Bahia registrou 4.566 novos casos de Covid-19 nas últimas 24 horas, de acordo com as informações divulgadas pela Secretaria da Saúde do Estado (Sesab) na noite deste sábado (23).

Ainda de acordo com o boletim, o estado contabiliza 562.466 casos confirmados desde o início da pandemia, 541.416 já são considerados recuperados e 11.223 encontram-se ativos. Também desde o início da pandemia, foram registradas 9.827 mortes, o que representa uma letalidade de 1,75%. De acordo com os dados do boletim desta sexta, 33 pessoas morreram em datas diversas.

Nas últimas 24 horas houve um crescimento de 0,8% no número de casos positivos e 0,7% na quantidade de pacientes recuperados da doença.

Salvador é a cidade onde há o maior número de casos proporcionais de pessoas atingidas pela doença: 22,04% do total. Dentre os municípios com maior incidência por 100 mil habitantes, as cidades que registram o maior coeficiente são: Ibirataia (11.461,60), Itororó (9.464,23), Muniz Ferreira (8.879,01), Itabuna (8.797,36), Conceição do Coité (8.785,20).

De acordo com a Sesab, o boletim epidemiológico contabiliza ainda 952.517 casos descartados e 136.686 em investigação. Estes dados representam notificações oficiais compiladas pelo Centro de Informações Estratégicas em Vigilância em Saúde da Bahia (Cievs-BA), em conjunto com as vigilâncias municipais e as bases de dados do Ministério da Saúde até as 17horas deste sábado.

Segundo o boletim, 39.169 profissionais da Saúde testaram positivo para a Covid-19 em todo o estado. As informações detalhadas no boletim podem ser acessadas no site da secretaria e também em uma plataforma disponibilizada pelo órgão na internet.

Imunização no estado

boletim deste sábado também trouxe informações sobre o número de vacinados na Bahia. Segundo a Sesab, 78.587 pessoas já receberam a primeira dose do imunizante desde o início da vacinação até às 14h deste sábado.

As doses foram aplicadas em profissionais de saúde, indígenas aldeados, idosos em instituições de longa permanência e pessoas com deficiência. A Sesab também disponibiliza o acesso ao quantitativo de doses aplicadas por município.

Mortes por raça, cor e sexo

Ainda segundo o boletim, dentre os óbitos registrados na Bahia, 56,54% ocorreram no sexo masculino e 43,46% no sexo feminino. Em relação ao quesito raça e cor, 55,05% corresponderam a parda, seguidos por branca com 19,48%, preta com 14,72%, amarela com 0,63%, indígena com 0,13% e não há informação em 9,98% dos óbitos.

O percentual de casos com comorbidade foi de 70,70%, com maior percentual de doenças cardíacas e crônicas (73,89%)

Número de leitos

Bahia tem mais de 4,5 mil novos casos de Covid-19 nas últimas 24h — Foto: Reprodução/TV Bahia

Bahia tem mais de 4,5 mil novos casos de Covid-19 nas últimas 24h — Foto: Reprodução/TV Bahia

Dos 2.035 leitos na Bahia, 1.286 possuem pacientes internados, o que representa uma taxa de ocupação geral de 63%.

Desses leitos no estado, 984 são para atendimento na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) adulto e, neles, a ocupação é de 74%, com 728 em uso. A ocupação nos leitos de UTI pediátrica é de 57%, com 20 das 35 unidades ocupadas.

Já as unidades de enfermaria adulto estão com 52% da ocupação e a pediátrica com 64%.

Em Salvador, 69% dos leitos de UTI adulto estão ocupados e 63% das UTIs pediátricas encontram-se em uso. As enfermarias na capital baiana registram uma ocupação de 69% para adulto e 70% para pacientes da pediatria.

Garota morre asfixiada durante desafio do TikTok

Na última quarta-feira (20), uma menina de 10 anos morreu asfixiada durante desafio na rede social TikTok. O caso aconteceu em  Palermo (Sicília, sul da Itália). Ela foi encontrada inconsciente no banheiro de sua casa pela irmã, de 5 anos.

De acordo com a imprensa italiana, Antonella participou do chamado “desafio do apagão”, que consiste em colocar um cinto no pescoço com o objetivo de ficar sem respirar o maior tempo possível, equanto gravava a cena com seu celular.

A menina foi levada pelos pais ao Hospital Infantil de Palermo, mas não sobreviveu. Em entrevista ao jornal La Repubblica, os pais de Antonella contaram que só descobriram o que aconteceu porque a outra filha, de 9 anos, contou que a irmã estava “jogando o jogo da asfixia”, para desmaiar e experimentar fortes sensações.

Vacinação contra a Covid: idosos e cuidadores dos abrigos e asilos recebem primeira dose da vacina

“Tomando essa vacina, a esperança da gente é de sobreviver mesmo, porque o que essa vacina traz pra gente é saúde! O sentimento, realmente, é que essa vontade foi satisfeita na gente”, foi o que disse o simpático Daut Guedes, conhecido por Seu Guedes, de 77 anos, ao tomar a primeira dose da vacina contra a Covid-19, no Abrigo Lar da Terceira Idade.

Seu Guedes foi um dos primeiros idosos a receber a vacinação contra a Covid-19

Assim como ele, todos os idosos acima de 60 anos que vivem nas Instituições de Longa Permanência (abrigos e asilos) de Vitória da Conquista estão sendo vacinados contra a Covid-19. Eles fazem parte de um dos grupos prioritários da 1ª fase da campanha de vacinação, conforme o Plano de Vacinação contra a Covid-19.

A ação, que iniciou na tarde desta sexta (22) e seguirá na manhã deste sábado (23), vai vacinar em torno de 250 idosos e cuidadores de cinco Instituições de Longa Permanência de Idosos do município: Casa Maria Mãe dos Pobres, Abrigo Lar da Terceira Idade, Pró Vida, Nossa Casa Terceira Idade e Abrigo Nosso Lar.

“O município segue com a estratégia de vacinação contra a Covid-19 e nessa primeira etapa de recebimento de doses, que ainda não foi um grande quantitativo, foi priorizado a vacinação dos trabalhadores de saúde da linha de frente Covid, e também os idosos a partir de 60 anos que estão institucionalizados, conforme o Ministério da Saúde definiu no Plano Nacional”, explica a Diretora de Vigilância em Saúde, Ana Maria Ferraz.

A segunda dose da vacina tem previsão de ser administrada após 30 dias da primeira aplicação.

Vale lembrar que, assim que novas remessas de doses da vacina forem enviadas ao município, será ampliada a vacinação para os demais idosos que estão no grupo prioritário da primeira fase da campanha, conforme definição do Ministério da Saúde.

“FURA-FILAS” DA VACINA | Itapetinga e mais 16 cidades da Bahia estão na mira do Ministério Público

O Ministério Público do Estado da Bahia (MP-BA) recebeu denúncias em 17 cidades baianas de supostas tentativas de burlar a fila prioritária da vacinação contra a Covid-19. A informação foi confirmada nesta sexta-feira (22) ao site Bahia Notícias pelo parquet.

De acordo com as informações, as denúncias foram enviadas via e-mail por cidadãos dos municípios. Contudo, o MP-BA reforça que não necessariamente são casos de pessoas que realmente burlaram a lista de imunização, uma vez que cada acusação precisa ser investigada.

Segundo a assessoria de imprensa do parquet, os possíveis casos aconteceram nas seguintes cidades: São Domingos, Itapetinga, Santa Barbara, Arataca, Mata de São João, Uauá, Canavieiras, Santo Antônio de Jesus, Feira de Santana, Caetité, Antas, Sítio do Mato, Lauro de Freitas, Palmeiras, Malhada, Salvador e Canarana.

Destas cidades, apenas em Santa Bárbara, Mata de São Joao, Salvador e Canavieiras houve mais de uma denúncia. Os números, no entanto, não foram divulgados pelo MP-BA. Embora tenha sido alvo de denúncias, os “fura-filas” de Vitória da Conquista ainda não foram interpelados pelo Ministério Público local.

Na última quinta-feira (21), o secretário de Saúde (SMS) da capital baiana, Leo Prates (PDT), assinou uma portaria que obriga o cumprimento integral do estabelecido pelo governo federal para esse momento da campanha no Brasil. A Ouvidoria em Saúde também disponibilizou canais para receber denúncias de possíveis desvios éticos de servidores vacinados fora da lista aconselhada pelo Ministério da Saúde.

Nesta semana, dois casos eclodiram na imprensa baiana e ligaram o sinal de alerta para possíveis tentativas de passar à frente de pessoas do grupo prioritário da vacina contra o novo coronavírus. Em Candiba, o prefeito Reginaldo (PSD) foi alvo de ações dos Ministérios Público Federal (MPF) e do Estado por “furar” a fila da vacinação e ter sido o primeiro a ser imunizado contra a Covid-19 no município, situado no sertão produtivo.

Os parquets requerem a condenação do gestor por ato de improbidade administrativa “que atenta contra os princípios da administração pública – princípios da impessoalidade e da moralidade – e a indisponibilidade de seus bens para pagamento de multa no valor de R$ 145mil.”

De acordo com a ação, o prefeito se valeu da sua posição do chefe do Executivo de Candiba “para se colocar à frente dos pouco mais de 14 mil habitantes do município, em desrespeito aos princípios da moralidade e da impessoalidade, previstos na Constituição Federal.”.

O ato, divulgado pela própria prefeitura, rendeu uma série de críticas a Reginaldo, que se defendeu dizendo que se vacinou para incentivar a população.

“Tomei a vacina não preocupado com meu bem-estar, preocupado em encorajar, e incentivar as pessoas que pudessem tomar a vacina”, justificou o gestor.

Outro caso aconteceu em Prado, no extremo sul. Chefe de gabinete do município, Nailton Batista de Oliva, foi um dos primeiros a ser vacinado com a Coronavac e participou até do vídeo de divulgação da administração municipal. A escolha, no entanto, repercutiu mal, já que as poucas doses disponíveis — exatas 1.360, de acordo com a prefeitura —, são destinadas aos profissionais na linha de frente do combate ao coronavírus e a idosos em instituições de longa permanência.

ALERTA CRIMINOSO

O prefeito “furou fila” com divulgação às claras e tem uma justificativa para isso, mas, diante do atual cenário, com doses insuficientes de vacina para a população, passar na frente dos grupos prioritários pode ser considerado crime. O advogado Luiz Gabriel Neves, especialista em Direito Penal, concedeu uma entrevista ao Bahia Notícias em que explica que, a depender do caso, infrações do tipo podem ser configuradas como prevaricação, corrupção ativa ou passiva. Ele destaca que é necessário avaliar caso a caso, mas deixa o alerta para a população.

BAHIA RECEBERÁ 119 MIL E 500 DOSES DA VACINA OXFORD/ASTRAZENECA, ESTADO É O 5º QUE MAIS IRÁ RECEBER

A Fiocruz liberou neste sábado (23) doses da vacina Oxford/AstraZeneca para ser entregue ao Ministério da Saúde. A vacina será distribuídas aos estados que farão a distribuição aos municípios.

Segundo informação o site Bahia Notícias, o estado da Bahia só receberá menos que os estados de São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte e Amazonas.

O estado receberá 119 mil e 500 doses, carga que veio da Índia e teve que passar por procedimentos de exigências da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). O Ministério da Saúde prevê a entrega ainda neste domingo (24).

Ato heroico | PMs salvam vida de recém-nascida engasgada com leite

Chamados pelo Centro Integrado de Comunicações (Cicom) para atender uma ocorrência no bairro Piaçaveira, em Camaçari, na noite de sexta-feira (22), três policiais foram surpreendidos por uma mulher desesperada pedindo ajuda para sua filha de apenas um mês que havia se engasgado com leite materno.

“A gente estava resolvendo a ocorrência quando a mãe da pequena Luísa chegou aos prantos. Peguei a garota no colo e comecei as manobras de desengasgo, mas ela não retornava”, explicou o cabo Osvaldo de Jesus Couto.

Rapidamente os policiais pegaram a criança, colocaram na viatura e levaram para um posto de apoio do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), que fica localizado proximo ao bairro. “Eles prestaram os socorros e conseguiram reanimar a criança. Ganhamos o dia”, afirmou o praça

No Paraná, mais de 57 mil pessoas já foram vacinadas contra a Covid-19

O balanço foi divulgado pela Secretaria de Estado da Saúde a partir de um levantamento interno realizado com as 22 Regionais de Saúde e os respectivos municípios

whatsapp_image_20210119_at_18.15.38
Foto – Divulgação/Sesa

As secretarias municipais de Saúde vacinaram 57.200 pessoas contra a Covid-19 até as 17h30 desta sexta-feira (22), o que representa 43% das 132.771 doses distribuídas pelo Governo do Estado. Os imunizantes CoronaVac, produzidos pelo Instituto Butantan em parceria com a farmacêutica Sinovac, foram aplicados em profissionais de saúde, pessoas em Instituições de Longa Permanência para Idosos (ILPI), pessoas com deficiência severa e indígenas.

O balanço foi divulgado pela Secretaria de Estado da Saúde a partir de um levantamento interno realizado com as 22 Regionais de Saúde e os respectivos municípios. Nos próximos dias ele será disponibilizado no sistema integrado do Ministério da Saúde, que ainda está indisponível, o Sistema de Informação do Programa Nacional de Imunizações (SI-PNI). O DataSUS, sistema macro no qual está o SI-PNI, desenvolveu um módulo especial para receber os dados de todos os estados e que contempla informações como registro de vacinados, público-alvo, origem e lote de vacinas.
De acordo com o levantamento, as 57.200 aplicações foram divididas entre 40.509 profissionais de saúde, 3.125 vacinadores, 4.366 indígenas e 9.200 idosos asilados, profissionais cuidadores e pessoas com deficiências severas.
As Regionais que mais imunizaram em números absolutos foram Curitiba e Região Metropolitana (2ª RS), Maringá (15ª RS), Londrina (17ª RS), Guarapuava (5ª RS), Cascavel (10ª RS) e Ponta Grossa (3ª RS).
Proporcionalmente à quantidade de doses, os destaques foram Cianorte (13ª RS), com 79%; União da Vitória (6ª RS), com 78,4%; Campo Mourão (11ª RS), com 77,7%; Ivaiporã (22ª RS), com 72,3%; Irati (4ª RS), com 71,8%; e Cornélio Procópio (18ª RS), com 71,3%.
NÚMEROS ABSOLUTOS
A Regional que mais aplicou foi a de Curitiba e Região Metropolitana (2ª RS). Foram 7.761, sendo 4.316 em profissionais de saúde, 842 em vacinadores, 96 em indígenas e 2.507 em idosos e trabalhadores de instituições asilares. A segunda que mais aplicou foi a de Maringá (15ª RS), com 5.846, sendo 4.576 em médicos, enfermeiros, técnicos de enfermagem e fisioterapeutas, além de 867 em idosos e deficientes.
Em Curitiba, por exemplo, os grupos da primeira fase envolvem os 250 profissionais da enfermagem que atuarão como vacinadores; 6 mil moradores, funcionários e cuidadores de 127 ILPIs; 93 indígenas aldeados da aldeia Kakané-Porã, no Tatuquara; 12 mil profissionais de saúde da linha de frente; e as equipes das Unidades de Pronto Atendimento (UPAs) e do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), além de profissionais de remoção médica particulares.
Londrina (17ª RS) aplicou em 4.456 pessoas, sendo a maioria profissionais de saúde: 2.645. Guarapuava (5ª RS) aplicou 3.521 doses, sendo 2.533 em profissionais de saúde, 538 em indígenas, 150 vacinadores e 300 em idosos e deficientes severos. Na regional de Cascavel (10ª RS), a última a receber as doses, foram 3.321 aplicações: 2.718 profissionais de saúde, 134 vacinadores, 134 indígenas e 335 idosos em ILPIs. Em Ponta Grossa (3ª RS) também foram mais de 3 mil aplicações.
As regionais de Pato Branco (7ª RS), Campo Mourão (11ª RS), Apucarana (16ª RS), Cornélio Procópio (18º RS), Jacarezinho (19ª RS) e Toledo (20ª RS) vacinaram mais de 2 mil pessoas; as de Paranaguá (1º RS), Irati (4ª RS), União da Vitória (6ª RS), Francisco Beltrão (8ª RS), Foz do Iguaçu (9ª RS), Umuarama (12ª RS), Paranavaí (14ª RS), Telêmaco Borba (21ª RS) e Ivaiporã (22ª RS) vacinaram entre mil e 2 mil pessoas; Cianorte (13ª RS) teve 980 aplicações.
PROPORCIONAL
Proporcionalmente à quantidade de doses, os destaques foram Cianorte (13ª RS), Campo Mourão (11ª RS), União da Vitória (6ª RS), Ivaiporã (22ª RS), Cornélio Procópio (18ª RS) e Irati (4ª RS), com mais de 70%, em relação à quantidade de doses recebidas. Jacarezinho (19ª RS), Francisco Beltrão (8ª RS), Pato Branco (7ª RS), Telêmaco Borba (21ª RS) e Maringá (15ª RS) tiveram 60% ou mais de aplicação.
Guarapuava (5ª RS), Apucarana (16ª RS) e Ponta Grossa (3ª RS) tiveram mais de 50%. Os dois núcleos mais populosos (Curitiba/RMC e Londrina) variaram entre 19,7% e 31,9%.
LOGÍSTICA
O Governo do Estado montou uma verdadeira força-tarefa para a logística de distribuição das primeiras vacinas, que incluiu três aeronaves e uma frota de caminhões. O Paraná recebeu do Ministério da Saúde 265.600 doses da Coronavac na segunda-feira (18), vindas do Aeroporto Internacional de Guarulhos, em São Paulo.
As primeiras 132.771 doses (metade do lote) saíram do Centro de Medicamentos do Paraná (Cemepar) na terça-feira (19) de manhã. Elas foram entregues a Curitiba, pelas 8 horas, e às 9 horas aviões decolaram do Aeroporto do Bacacheri levando cerca de 80 mil frascos para o Interior. Outras regionais que ficam perto da Capital foram atendidas por via terrestre. Elas chegaram a todas as regionais em 27 horas.
Na quarta-feira (20), pouco depois das 15 horas, todos os municípios haviam retirado as suas cargas e a maioria iniciou a vacinação no mesmo dia, de maneira simbólica ou definitiva. Na quinta-feira (21), às 14h30, todos os municípios já haviam começado as suas campanhas.
O outro lote será encaminhado para aplicação da segunda dose em três semanas. O armazenamento está sendo feito no Cemepar, que conta com ampla estrutura de freezers e câmaras frias, além de questões de segurança.
Confira o balanço de aplicação por Regional de Saúde
1ª RS – Paranaguá – 1.075 (47,9% das 2.240 doses recebidas)
2ª RS – Metropolitana – 7.761 (19,7% das 39.371 doses)
3ª RS – Ponta Grossa – 3.272 (54,5% das 6.000 doses)
4ª RS – Irati – 1.092 (71,8% das 1.520 doses)
5ª RS – Guarapuava – 3.521 (59,4% das 5.920 doses)
6ª RS – União da Vitória – 1.208 (78,4% das 1.540 doses)
7ª RS – Pato Branco – 2.921 (60,3% das 4.840 doses)
8ª RS – Francisco Beltrão – 1.759 (65,6% das 2.680 doses)
9ª RS – Foz do Iguaçu – 1.652 (32% das 5.160 doses)
10ª RS – Cascavel – 3.321 (40,3% das 8.240 doses)
11ª RS – Campo Mourão – 2.673 (77,7% das 3.440 doses)
12ª RS – Umuarama – 1.293 (41,4% das 3.120 doses)
13ª RS – Cianorte – 980 (79% das 1.240 doses)
14ª RS – Paranavaí – 1.249 (41% das 3.040 doses)
15ª RS – Maringá – 5.846 (62,4% das 9.360 does)
16ª RS – Apucarana – 2.440 (59,5% das 4.100 doses)
17ª RS – Londrina – 4.456 (31,9% das 13.960 doses)
18ª RS – Cornélio Procópio – 2.568 (71,3% das 3.600doses)
19ª RS – Jacarezinho – 2.285 (67,2% das 3.400 doses)
20ª RS – Toledo – 2.572 (47,9% das 5.360 doses)
21ª RS – Telêmaco Borba – 1.260 (67% das 1.880 doses)
22ª RS – Ivaiporã – 1.996 (72,3% das 2.760 doses)
TOTAL – 57.200 (43% das 132.771 doses).






WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia