WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia

FJS

prefeitura de pocoes


junho 2024
D S T Q Q S S
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
30  


ouro gas marcus solla acougues angelica

:: 11/jun/2024 . 18:14

tragédia deixa ao menos três mortos próximo a Itabuna

Infelizmente um gravíssimo acidente tirou a vida de ao menos três jovens na tarde desta terça-feira (11), na rodovia BR-415.

Um caminhão caçamba colidiu frontalmente com um carro de passeio, após o motorista perder o controle trote da direção.

Segundo as primeiras informações de testemunhas,  o condutor da caçamba teria dito que um dos pneus estourou e o veículo invadiu a pista contrário e atingiu o carro pequeno em cheio.

No momento do acidente,  segundo informações haviam quatro ocupantes no carro, e infelizmente três não resistiram aos ferimentos.

Uma pessoa foi socorrida e levada para o hospital.

Eles não tiveram os nomes revelado, ainda.

O acidente foi entre Ibicaraí e Itabuna.

Urgente POÇÕES: Operação da PF revela esquema milionário de sonegação e lavagem de dinheiro por empresas de hortifruti

Na manhã desta terça-feira (11), a Polícia Federal deflagrou a Operação XEPA, destinada a investigar um esquema de lavagem de dinheiro e sonegação de tributos que ultrapassa R$ 10 milhões. A ação, que contou com a participação de policiais federais e servidores da Receita Federal, tem Poções, na região Sudoeste, como município alvo.

A operação cumpriu dez mandados de busca e apreensão nas cidades de Ilhéus, Itabuna, Poções e Arraial D’Ajuda. Os alvos foram empresas de distribuição de hortifrutigranjeiros que operavam em um contexto de confusão patrimonial.

Essas empresas, atuando no mesmo ramo de atividade, compartilhavam endereços e marcas comerciais, além de promoverem um intenso fluxo de valores entre as pessoas jurídicas e físicas que integravam o grupo econômico.

A investigação teve início a partir de Representações Fiscais para Fins Penais apresentadas pela Receita Federal, focando em duas empresas do ramo de distribuição de hortifrutigranjeiros e seus reais proprietários.

O grupo econômico envolvido no esquema criminoso operava com empresas constituídas por pessoas interpostas, utilizando três empresas de distribuição de hortifrutigranjeiros e duas empresas patrimoniais para ocultação e blindagem de bens.

No braço patrimonial do esquema, empresas registradas em nome dos filhos dos beneficiários efetivos acumulavam um patrimônio significativo, sem desenvolver qualquer atividade operacional. Essas empresas adquiriram imóveis com recursos não declarados e realizaram pagamentos diretamente pelas empresas do braço operacional.

A operação visa desarticular esse complexo esquema de lavagem de dinheiro e sonegação fiscal, protegendo a economia e a justiça tributária no país.



WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia