WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia

FJS

prefeitura de pocoes


fevereiro 2024
D S T Q Q S S
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
2526272829  


cobra produtora marcus solla acougues angelica

:: 6/fev/2024 . 23:53

Crimes violentos na Bahia têm redução de 18% em janeiro de 2024

De acordo com balanço apresentado pela SSP-BA, nesta terça (6), os homicídios tiveram uma queda de 15,3% e o feminicídio foi reduzido pela metade

Os números da produtividade das forças de segurança da Bahia no mês de janeiro deste ano foram apresentados, nesta terça-feira (6), durante uma coletiva de imprensa no Centro Administrativo da Bahia (CAB), em Salvador. O encontro contou com as presenças do secretário da Segurança Pública, Marcelo Werner, do comandante-geral da Polícia Militar, coronel Paulo Coutinho, da delegada-geral da Polícia Civil, Heloísa Brito, da diretora do Departamento de Polícia Técnica (DPT), perita criminal Ana Cecília Bandeira, e do comandante-geral do Corpo de Bombeiros, coronel Adson Marchesini.

Os dados demonstram o resultado do trabalho conjunto entre as Polícias Civil (PC) e Militar (PM). O destaque foi a redução de 18% dos crimes violentos letais e intencionais. De acordo com as estatísticas da PC, no primeiro mês de 2024, foram registrados 368 casos contra 451 do mesmo período do ano anterior.

Os homicídios tiveram uma queda de 15,3%, saindo de 425 para 360. O feminicídio foi reduzido pela metade, com quatro casos. As lesões corporais foram 13 casos, em 2023, e caiu para duas, em 2024. O latrocínio teve três ocorrências a menos, saindo de cinco para dois.

Já em relação aos crimes contra o patrimônio, não houve registro de assalto a banco, inclusive, através da inteligência policial, foi possível localizar e deter uma quadrilha que se preparava para cometer um ataque a instituição financeira. Os roubos de veículos tiveram uma diminuição de quase 14%, com 952 registros, 154 a menos que no ano anterior. O furto de veículos também reduziu. Foram 511 ocorrências contra 632, uma diminuição de 19,1%. Os assaltos a ônibus tiveram 24 casos a menos. Foram 33 contra 57, em janeiro de 2023.

De acordo com o secretário Marcelo Werner, trata-se de números que demonstram a importância do trabalho integrado, investimento e inteligência policial. “A gente segue a mesma tendência do final de 2023, com redução significativa dos principais índices criminais e mostrando a maior produtividade a partir das operações de inteligência e operações preventivas da Polícia Militar e da Polícia Civil. Isso tudo é resultado das ações desencadeadas pelas forças de segurança que estão integradas na Bahia, mas não só do nosso Estado, também com o apoio das forças de segurança federais”, avalia ele.

Por outro lado, a produtividade policial apresentou crescimento. Em 2024, foram efetuadas 1563 prisões contra 1474 do ano anterior. Uma média de 50 prisões por dia. Também foram localizados quatro líderes de facções, apreendidas 496 armas, dez fuzis, 244 quilos de drogas, destruídos 35 mil pés de maconha, um laboratório foi desarticulado e 59 foragidos da Justiça foram localizados pelas câmeras de reconhecimento facial.

“A gente fica muito feliz porque vê o resultado de um trabalho sério da equipe harmônica. Isso faz parte, justamente, de uma ação, de uma gestão transparente, que deixa, de forma clara, o que nós queremos para a Segurança Pública do nosso estado, sobretudo a vida tranquila para a nossa sociedade e demonstrando que as forças estão unidas para fazer frente ao crime”, afirma o coronel Paulo Coutinho.

O Departamento de Polícia Técnica produziu 3200 laudos periciais, um aumento de 12%. Para isso, são utilizados laboratório de balística para identificação, microcomparação de projéteis e equipamentos para identificação de drogas, desde as mais comuns, como maconha e cocaína, até as sintéticas, como comprimidos e ecstasy.

A delegada-geral da Polícia Civil sinaliza que a preparação para os próximos meses segue em curso, com a intenção de reduzir ainda mais os índices: “nós estamos aí, com força total para o nosso Carnaval. Para além do Carnaval, nós vamos continuar com as operações. O investimento tem sido feito, principalmente, em inteligência policial. Nós estamos levando para o interior do Estado o que existe de mais moderno, em termos de tecnologia, de captura e de informações através de dados telemáticos. Isso auxilia muito nas investigações, faz com que o nosso trabalho seja mais efetivo”.

Heloísa Brito destaca o trabalho pioneiro da Bahia ao interligar a segurança com o sistema do Tribunal de Justiça. De acordo com ela, essa medida vai proporcionar mais agilidade ao processo.

“A partir do momento em que nós registramos uma ocorrência e encaminhamos, todos os nossos pedidos já vão direto para o Judiciário e para o Ministério Público, de forma eletrônica, o que traz mais celeridade e rapidez. Não só no pedido das nossas medidas cautelares, mas na comunicação de flagrantes e remessas, aumentando a efetividade da polícia”, conta a delegada.

Também presente, o Corpo de Bombeiros Militar destacou a assistência às cidades que enfrentam longa estiagem e, também, àquelas que foram impactadas pelas chuvas. Foram resgatadas 28 pessoas que estavam em áreas alagadas. A instituição ainda realiza a distribuição de donativos, vistoria dos trios elétricos que vão desfilar no Carnaval e atendimento aos foliões da festa.

Carnaval

A folia momesca deste ano terá inovações. O secretário Marcelo adiantou que a festa deste ano vai contar com o auxílio tecnológico, com “câmeras que estão com um algoritmo de contagem de pessoas, o sistema de rádio novo, sendo utilizado nos dois circuitos para fazer uma comunicação rápida com as pessoas. Os trios vão estar com GPS da Segurança Pública para poder fazer o monitoramento do circuito”. Além disso, serão distribuídos 42 cães da Polícia Militar nos portais de abordagem dos circuitos.

Deputado Zé Raimundo se congratula com Vera Lúcia Santana, nova ministra do TSE

Em Moção de Congratulações apresentada à Assembleia Legislativa da Bahia (ALBA), o deputado Zé Raimundo Fontes (PT) comemora a nomeação da advogada Vera Lúcia Santana Araújo para o cargo de ministra substituta do Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Para ele, a nomeação da nova ministra foi um ato não apenas constitucional e legal: “Foi perfeitamente coerente com os novos desafios da sociedade brasileira e do Poder Judiciário, que impõem a promoção de ações de combate a todas as formas de desigualdades e preconceitos sociais no seio da sociedade e de instituições estatais”.

Zé Raimundo exaltou a decisão do presidente Lula, adotada no dia 23 de dezembro de 2023, a partir da lista tríplice enviada pelo Supremo Tribunal Federal (STF). “Para nós baianos e para os verdadeiros democratas, deve ser louvada e comemorada, pois é carregada de simbolismos, na medida em que Vera Lúcia se tornará a segunda mulher negra a integrar o TSE ao longo de seus 91 anos de história”. Diz ainda que a honraria “é um justo reconhecimento da sua notável trajetória em defesa dos direitos humanos, no combate ao racismo e sua dedicação à advocacia e à promoção do acesso à justiça em prol dos grupos sociais subalternizados”.

Ocupando o cargo de vice-presidente da ALBA, o deputado registra que a advogada Vera Lúcia Santana Araújo é natural do município de Livramento de Nossa Senhora, filha de Joaquim Lino Araújo (in memoriam) e da professora Rosália Celestina Santana de Araújo, “educadora querida e reverenciada em Vitória da Conquista, onde reside, com familiares, há muitos anos, e por quem temos grande admiração e o privilégio da amizade, cultivada no convívio em ambientes educacionais e em diferentes espaços sociais da nossa cidade”.

No documento, o parlamentar informa também que a homenageada, ainda jovem, mudou-se para Brasília, onde formou-se em Direito, e engajou-se nos movimentos sociais. A ministra Vera
Lúcia fez carreira profissional como jurista, “combinando o ativismo militante com a advocacia,
inclusive com atuação destacada na área do direito eleitoral”. Nessa trajetória, assumiu importantes
funções, enquanto dirigente e integrante de vários organismos governamentais e da sociedade
civil, a exemplo do Conselho Econômico e Social da Presidência da República, da Associação
Brasileira de Juristas pela Democracia (ABJD), da Frente de Mulheres Negras do Distrito Federal,
da Fundação Cultural Palmares e da Secretaria de Políticas Públicas para a Igualdade Racial do
Distrito Federal.

Além de ressaltar a trajetória da advogada, o deputado frisa que a sua assunção a este elevado
posto da magistratura nacional “é a afirmação da imperiosa necessidade de termos em todas as instâncias de poder representações plurais condizentes com a diversidade da composição sociocultural da sociedade brasileira”. Neste contexto, prossegue o deputado, manifestamos a nossa convicção de que o mandato da Dra. Vera Lúcia será pautado pela justiça, equidade e sabedoria, contribuindo para a consolidação de um sistema eleitoral mais democrático, justo e inclusivo para todos os cidadãos brasileiros.

“Parabéns, Vera Lúcia Santana Araújo, por esta conquista singular e inspiradora! Estendo
as minhas congratulações, também, à sua genitora, professora Rosália, ao seu pai Joaquim Lino
(in memoriam), e às suas irmãs Rosália Maria, Thelma Maria, Maria Bernadete, Ana Cristina e
seu irmão Manuel Higino Santana Araújo (in memoriam) e demais familiares”, finalizou Zé Raimundo.

Dengue: em 24 horas, hospital de campanha no DF faz 753 atendimentos

Em seu primeiro dia de funcionamento, o hospital de campanha do Distrito Federal, montado em Ceilândia para atender especificamente casos de suspeita de dengue, realizou um total de 753 procedimentos, incluindo 225 exames laboratoriais. Dados da Força Aérea Brasileira (FAB), que encabeça os cuidados no local, mostram que cinco casos da doença foram confirmados na segunda-feira (5).
Instalado ao lado da Unidade de Pronto de Atendimento (UPA) da região, o espaço tem capacidade para acomodar 600 pessoas e conta com estrutura para exames e hidratação intravenosa, com funcionamento 24h. O hospital de campanha se soma à uma rede de 176 unidades básicas de saúde e nove tendas instaladas em localidades com alto índice de pacientes. Os espaços funcionam todos os dias das 9h às 19h.
Boletim epidemiológico com dados atualizados até 3 de fevereiro contabiliza 46.298 casos prováveis de dengue no Distrito Federal. O número, de acordo com a Secretaria de Saúde, representa aumento de 1.120,6% em relação aos casos prováveis registrados no mesmo período do ano passado. Até o momento, 11 óbitos pela doença foram confirmados, de acordo com a Agência Brasil.
A maior parte dos casos prováveis se concentra em pessoas com idade entre 20 e 29 anos, com incidência de cerca de 1,7 mil ocorrências para cada grupo de 100 mil habitantes. Em seguida, aparecem os idosos de 80 a 89 anos e de 70 a 79 anos, com 1,68 mil casos por 100 mil habitantes e 1,66 mil registros por 100 mil habitantes, respectivamente.
No momento, cinco regiões administrativas acumulam 43,5% dos casos no Distrito Federal: Ceilândia (9.925), Sol Nascente/Pôr do Sol (2.704), Taguatinga (2.692), Samambaia (2.461) e Brazlândia (2.351).

A Prefeitura Municipal de Poções emite comunicado de condolências pelo falecimento da senhora Marluce Macedo

 

A Prefeitura de Poções manifesta publicamente o seu mais profundo pesar pelo falecimento da Sra. Marluce Macedo, ocorrido em 05/02/2024.
Em tempo, ratificamos nossa solidariedade aos seus familiares e funcionários desta instituição: Ana Paula Macedo, Yonara Macedo, Yanne Macedo, Vanuza Macedo e Antonio Calos Macedo. Estendemos nossa solidariedade ao vereador Zé Mauro Macedo e demais familiares.
Neste momento de dor e consternação, desejamos os sinceros sentimentos a todos que sofrem com a dor da perda.

Mulher foi encontrada morta agora em Conquista

Uma mulher foi encontrada morta na noite desta terça-feira em Vitória da Conquista.

A jovem encontrada morta na zona rural de Vitória da Conquista, na noite desta terça-feira (06), foi identificada.

Daniela, de 25 anos, foi encontrada dentro de casa no distrito de José Gonçalves, já sem vida. As circunstâncias apontam para um possível suicídio, mas nada foi confirmado.

O corpo foi removido para o IML de Vitória da Conquista.

Governo Federal exclui 1,7 milhão de beneficiários do programa Bolsa Família; Confira quem está na lista!

Você já conferiu a lista mais recente do Bolsa Família? Uma grande revisão do Cadastro Único (Cad Único) excluiu 1,7 milhão de famílias do programa.

Esse ajuste é feito imediatamente após os esforços para garantir a exatidão e veracidade das informações no sistema e afeta diretamente a distribuição dos lucros. Veja quem foi afetado!

Quais são as regras do Bolsa Família?

Como regra geral, o Bolsa Família é destinado a famílias em situação de pobreza ou extrema pobreza.

Portanto, para se qualificar, a renda familiar per capita deve estar entre R$ 89,00 e R$ 17 para um máximo de R$ 89,00 em caso de extrema pobreza, levando-se em conta que tenham crianças ou adolescentes entre 17 e 178,00 anos.

Além disso, é preciso se cadastrar no CadÚnico e os dados serão atualizados a cada dois anos ou quando houver mudança na situação familiar.

Conheça outros benefícios dos pagamentos

Além dos benefícios básicos, o Bolsa Família oferece complementos.

  • Benefícios variáveis para famílias com crianças e adolescentes de 0 a 15 anos.
  • Benefícios variáveis para jovens para famílias de 16 e 17 anos.
  • Os benefícios para a superação da extrema pobreza são destinados a famílias cuja renda per capita está abaixo do limiar da extrema pobreza, mesmo após a descontada de outros benefícios.

Entenda as avaliações

Além disso, uma varredura recente do CadÚnico, que serve como porta de entrada para vários programas sociais do governo, incluindo o Bolsa Família, revelou um aumento acentuado no número de domicílios unipessoais registrados, de 1,84 milhão em 2018 para 5,88 milhões em 2022.

Esse salto chamou a atenção das autoridades e motivou uma revisão detalhada para garantir que os registros fossem condizentes com a realidade das famílias beneficiárias.

Como saber se tenho direito ao Bolsa Família?

Atualmente, para ter direito ao Bolsa Família, além de outros programas sociais, as famílias precisam atender a alguns critérios, como renda per capita e estrutura familiar.

A revisão constatou que muitos dos agregados familiares unipessoais excluídos não cumpriam os requisitos exigidos devido a inconsistências de dados ou já não satisfaziam os critérios de elegibilidade.

Como faço para me inscrever no programa?

Para se cadastrar no Bolsa Família, as famílias devem se dirigir ao Centro de Referência de Assistência Social (CRAS) mais próximo com documentos de todos os membros da família.

O cadastro no CadÚnico é o primeiro passo, e informações como renda, escolaridade e situação habitacional serão registradas.

Que benefícios trará no futuro?

Além de atualizar as informações desatualizadas, o Ministério do Desenvolvimento Social continuará revisando os registros, dando especial atenção aos domicílios unipessoais.

Em suma, o objetivo não é apenas depurar o banco de dados, mas também garantir que o apoio chegue a quem realmente precisa e fortalecer a integridade e a efetividade do Bolsa Família e de outros programas sociais.

Entendendo o valor do Bolsa Família

O Bolsa Família é um pilar fundamental na luta do Brasil contra a pobreza e a desigualdade, dando apoio financeiro às famílias em situação de vulnerabilidade.

O CadÚnico é uma importante ferramenta na gestão desses benefícios, permitindo uma distribuição mais equitativa e eficaz dos recursos governamentais.

Como a exclusão afeta os beneficiários?

Por fim, a retirada de 1,7 milhão de famílias do programa pode ter um impacto significativo, especialmente para aqueles que dependiam de benefícios para seu sustento diário.

É fundamental que sejam tomadas medidas para garantir que estas famílias não caiam na pobreza, se cumprirem os requisitos, reintegrando-as em programas ou através de outras iniciativas de apoio.

O prefeito Adonias Rocha assinou na manhã desta segunda a exoneração do servidor Hélio Moraes Silva, do cargo de Secretário de Administração

 

O prefeito Adonias Rocha (PSD), assinou na manhã desta segunda (5), o decreto de n° 042/2024 na edição n° 3608 a exoneração do servidor Hélio Moraes Silva, do cargo de Secretário de Administração.

A notícia caiu como uma bomba no meio político boanovense, já que o agora ex-secretário, é Irmão do pré -candidato ao executivo municipal, o Prof. Marilson.

Deputado de oposição participa de evento com Jerônimo e diz que protesto na abertura dos trabalhos legislativos não foi unanimidade entre os colegas.

O deputado de oposição ao governo do Estado, Marcinho Oliveira (União Brasil), participou nesta terça-feira de evento realizado pelo governador Jerônimo Rodrigues (PT), para a entrega de 152 casas do Residencial Ararinha Azul, na cidade de Euclides da Cunha. Marcinho foi chamado a discursar e, durante sua fala, afirmou em público que não concordou com a atitude da bancada de oposição de não comparecer à abertura dos trabalhos legislativos na Assembleia, no último dia 1⁰. “Quero justificar a vossa excelência a falta na abertura dos trabalhos. Alguns colegas disseram que foi de forma unânime, mas eu estava em viagem. Eu tenho um compromisso maior e suprapartidário, tenho compromisso com meu povo e aqueles que me elegeram”, explicou Marcinho.

“O fato é que o meu nome está aí e eu quero ter o meu nome apreciado pelos colegas”, diz Fabrício sobre vaga no TCM

O deputado estadual Fabrício Falcão do PCdoB reiterou o seu nome na disputa por uma vaga como conselheiro no Tribunal de Contas dos Munícipios da Bahia (TCM). A confirmação foi durante uma entrevista ao Podcast Projeto Prisma, do Bahia Notícias, nesta segunda-feira (5).

De acordo com o deputado, para conseguir colocar o seu nome na disputa, ele possui três formas. Ele afirmou que buscará todos os caminhos. “Para eu ser candidato preciso primeiro que meus pares queiram. Há três formas: O presidente [Adolfo Menezes] acatar meu nome e vou enviar um ofício para ele; tem a condição da Mesa Diretora; e vou tentar buscar as três assinaturas”, destacou Falcão.

Durante a entrevista, o deputado estadual do PCdoB também revelou que busca uma vaga no TCM desde 2021. Na ocasião, retirou seu nome a pedido do então governador Rui Costa (PT), após conversas. E apoiou o deputado estadual Nelson Pelegrino (PT).

“Quando surgiu a vaga que foi ocupada pelo Pelegrino, eu coloquei o meu nome. O governador Rui Costa na época me chamou nos eu gabinete, conversou comigo e eu retirei o nome. Pelegrino me procurou, tive uma conversa com ele, tomamos um café e retirei o meu nome. E votei em Pelegrino que é um conselheiro excelente, uma figura humana fantástica e foi um grande deputado”, explicou Falcão.

Para o deputado estadual, o seu nome já estava dado como certo, logo após a eleição da conselheira Aline, esposa do ex-governador Rui Costa. De acordo com ele, uma conversa entre o atual governador Jerônimo Rodrigues e representante do PCdoB, ficou definindo que a futura vaga seria o partido comunista. E após discussões dentro do PCdoB, o seu nome foi o escolhido para concorrer a vaga.

“(…) Veio o nome da senhora Aline Peixoto, esposa do ex-governador Rui Costa. Foi colocada toda a estrutura do governo para ela ser eleita, garanti o meu apoio a ela, eu não, o PCdoB inteiro. Nesse momento,ali, teve uma conversa com o governador Jerônimo Rodrigues e ficou entendido que na próxima vaga o PCdoB participaria. Discutimos amplamente dentro do partido, tivemos discussões fortes e esquentadas e no final o partido definiu que o nome a ser encaminhado seria o meu”, explicou Falcão.

No entanto, o PCdoB teve uma surpresa com a indicação no nome do deputado Paulo Rangel (PT) para a vaga. Segundo Fabrício, o nome do colega não foi discutido anteriormente e ressaltou o “arranjo” político entre o PCdoB e o PT anteriormente.

“E como foi para o nosso absurdo aparece o nome do Rangel e não estava discutido sobre isso. Rangel é uma grande figura da política baiana, meu amigo pessoal, mora no mesmo prédio inclusive, figura amável, bacana, um deputado destacável. Mas o fato não é a questão de Rangel, é a questão estava posto pelo PCdoB pelo um arranjo lá de trás. Então nesse aspecto não tenho porque retirar”, pontuou o deputado.

Fabrício ainda reforçou que deseja ser o nome que irá representar a base do governo do estado e reforçou que manterá seu nome na disputa. “O fato é que o meu nome está aí e eu quero ter o meu nome apreciado pelos colegas. Que possa sair o meu nome na cédula de votação e eu possa ser apreciado e julgado pelos colegas. E acho que pela forma que eu tenho, de respaldo e respeito na casa, eu posso ter uma número de votos bastante razoável para vencer esse pleito”, disse o deputado.



WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia