WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia

uesb


campanha natal polícia militar

 

thiago inacio

 

diego oliveira engenheiro

dezembro 2017
D S T Q Q S S
« nov    
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
31  




 


marcus solla acougues angelica cidade jardim atuacao deputado fabricio


:: ‘Destaque3’

Nove pessoas são presas em Paratinga

Operação conjunta das policiais Civil e Militar para cumprir 13 mandados de prisão temporária visa reprimir o tráfico de drogas e os CVLIs

Nove pessoas foram presas durante a Operação Medusa, deflagrada, na quinta-feira (7), na cidade de Paratinga, visando o cumprimento de 13 mandados de prisão temporária. O objetivo era combater o tráfico de drogas e os crimes violentos, intencionais e letais (CVLIs), na cidade.
Sob o comando do delegado Marcos Aurélio Porto, da Delegacia Territorial (DT/Paratinga), os policiais prenderam: Hilmar Santos Sousa, o “Paçoca”, Sérgio Góes dos Santos, o “Doze Dedos”, Antônio Marcos Rodrigues Viana, Armando Ramos de Almeida, Gildásio dos Santos Farias, Atenilton dos Santos Gonçalves, Marisa Rodrigues da Conceição Viana, Cleiton Araújo Magalhães e Matusalém Dos Santos Gonçalves.
Participaram da operação quatro equipes das 24ª e 26ª Coordenadorias Regionais de Polícia do Interior, Coorpins de Bom Jesus da Lapa e Santa Maria da Vitória, respectivamente, duas guarnições da Polícia Militar, sendo uma da 28ª Companhia Independente de Polícia Militar (CIPM/Paratinga) e da Rondesp Oeste.Operação conjunta das policiais Civil e Militar para cumprir 13 mandados de prisão temporária visa reprimir o tráfico de drogas e os CVLIs

Trio de ladrões é preso em São Desidério

Ação rápida dos policiais da delegacia local deteve os criminosos momentos depois de assaltarem uma loja da Casa BaianaPoliciais da Delegacia Territorial (DT) de São Desidério prenderam, na tarde da quarta-feira (6), os ladrões Wellington Ramos dos Santos, Antônio Gonçalves dos Reis Júnior e Tiago dos Santos, que momentos antes haviam assaltado uma loja da Casa Baiana, na região central daquela cidade.
De acordo com o delegado Carlos Ferro, titular da DT/São Desidério, tão logo a unidade foi comunicada sobre o crime, ele reuniu uma equipe e saiu em diligência. A primeira abordagem foi a um taxi, cuja placa de Barreiras, chamou a atenção. Os três homens a bordo, ao perceberem se tratar de policiais, fugiram.
Um deles, porém, o Wellington, foi contido e dentro do carro foi encontrado um revólver calibre 32, com numeração raspada. A arma foi apreendida. Os outros dois acabaram sendo localizados depois em dois lugares diferentes. Antônio, por exemplo, foi perseguido e detido logo depois de atravessar um canal que corta cidade. Um popular ajudou na ação.
Já o terceiro, Tiago dos Santos, só foi localizado mais tarde, numa ação que contou com o apoio de prepostos da Polícia Militar, que fizeram uma varredura num matagal, além das margens do canal que corta a cidade. Todos foram conduzidos à delegacia e autuados, pelo delegado Carlos Ferro, por roubo e porte ilegal de arma de fogo. Todos os objetos da loja e pertences de clientes subtraídos foram recuperados e devolvidos.

Operação prende 18 envolvidos com furto de gado

Além de cumprirem os mandados de prisão, equipes das Coorpins de Guanambi e Bom Jesus da Lapa, Rondesp e Cipe/Sudoeste apreenderam armas e maconhaUma operação conjunta das polícias Civil e Militar, deflagrada em Carinhanha e Malhada, nas primeiras horas desta terça-feira (5), cumpriu mandados de prisão preventiva e temporária expedidos contra 18 integrantes de uma quadrilha de furto de gado em propriedades rurais, naquelas cidades.
Batizada de “Boi Branco”, a operação reuniu equipes da 22ª Coordenadoria Regional de Polícia do Interior (Coorpin), com sede em Guanambi, além da 24ª Coorpin de Bom Jesus da Lapa, do 17º Batalhão de Policia Militar (BPM), Cipe/Sudoeste e Rondesp de Vitória da Conquista.
Tinham mandados de prisão temporária, Rafael Raimundo Ferreira de Macedo, o “Dão de Cola”, Sérgio Evangelista Sales, Lucas dos Santos Martins, José Cardoso da Silva, o “Zezinho”, Marcos Batista, Amós da Rocha Ribeiro, o “Amós de Marcelo”, Cleicimário Coelho Nascimento, o “Caca”, Josafá Saraiva Primo, o “Lú do Mercadinho Avistão”, Neuraci Pereira do Nascimento, o “Neuraci”, Francisco Pereira Barros, o “Chico do Açougue”, Paulo César Gonçalves de Souza, o “Cezinha”, Agnaldo Silva Moreira, “Dal”, Etelvir de Jesus Brito, Vitorino Amaral de Brito, o “Zinho”, e José Carlos Alves Ferreira.
Já Euder Ribeiro da Silva, o “Dinho”, Jocivaldo Ferreira dos Santos, o “Joca”, e Maurício Moraes Ribeiro tiveram cumpridos os mandados de prisão preventiva em aberto. O coordenador da 22ª Coorpin/Guanambi, delegado Clécio de Magalhães Chaves, informou que Euder e Maurício já têm passagens pela polícia por roubo a banco. Todos os presos ficarão custodiados na carceragem daquela unidade policial, à disposição da Justiça.
As equipes que participaram da operação “Boi Branco” apreenderam ainda sete espingardas, um revólver e pequena quantidade de maconha. Quatro motocicletas, sendo uma delas roubada, e todas com sinais de adulterações, também foram encontradas e apreendidas. O material foi encaminhado para o Departamento de Polícia Técnica (DPT), onde será periciado.Além de cumprirem os mandados de prisão, equipes das Coorpins de Guanambi e Bom Jesus da Lapa, Rondesp e Cipe/Sudoeste apreenderam armas e maconha

Celular é encontrado dentro da cela do filho de desembargadora de MS or causa do ocorrido, considerado uma falta disciplinar grave, Breno Fernando Solon Borges foi transferido para uma cela isolada

ilustração

Um celular foi encontrado na cela do empresário Breno Fernando Solon Borges, filho da desembargadora e presidente do Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso do Sul (TRE-MS), Tânia Garcia Borges. O aparelho foi achado durante uma revista de rotina, nesse sábado (2), em uma unidade prisional, em Três Lagoas, cidade que fica no Leste do estado.

Segundo informações do G1, será aberta uma investigação para apurar como o smarpthone foi parar no local. Por causa do ocorrido, considerado uma falta disciplinar grave, Breno foi transferido para uma cela isolada. A reportagem não conseguiu contato com a defesa do empresário.

Reincidência

No último dia 22, Breno foi preso mais uma vez pro suspeita d e ligação com o tráfico. Ele foi foi localizado pela Polícia Federal em uma clínica médica na cidade paulista de Atibaia, onde estava internado desde julho, diagnosticado com Síndrome de Borderline.

No dia 8 de abril, Breno foi preso pela primeira vez, em flagrante, no município de Água Clara, a cerca de 200 quilômetros de Campo Grande, na posse de 129 quilos de maconha e 199 projéteis 7.62 e mais 71 munições 9 milímetros.

Preso homem que matou a ex-mulher a pauladas

O crime foi elucidado pela delegacia de Arraial da D’Ajuda, que cumpriu mandado de prisão contra Marlon de Oliveira, de 47 anosAcusado de matar a ex-mulher a pauladas, Marlon Silva de Oliveira, de 47 anos, foi preso, na quinta-feira (30), por policiais da Delegacia Territorial (DT) de Arraial D’Ajuda, que cumpriram um mandado de prisão preventiva contra ele.
O criminoso foi localizado depois que os policiais promoveram uma vigilância na praia de Mucugê. Eli Alves dos Santos foi morta, por Marlon, na madrugada do dia 27 de julho deste ano, em Arraial. Marlon foi autuado por feminicídio.
A prisão foi decretada pelo juiz André Strogenski, titular da I Vara Crime de Porto Seguro. Depois de ouvido na unidade, o criminoso foi encaminhado ao sistema prisisonal. A DT/Arraial D’Ajuda integra a 23ª Coordenadoria Regional de Polícia do Interior (Coorpin), com sede em Eunápolis.

MPF obtém bloqueio de 1,7 mi de ex-prefeita de Jussari/BA e mais três por superfaturamento de 951% em obras

Logo MPF/BAApesar dos repasses feitos pela Funasa, o termo de compromisso firmado com a prefeitura não foi executado e os valores foram desviados

A pedido do Ministério Público Federal (MPF) em Ilhéus (BA), a Justiça Federal determinou o bloqueio de cerca de 1,7 milhão de reais da ex-prefeita do Município de Jussari/BA Neone Simões Barboza, do engenheiro da prefeitura Marcos Alan Ribeiro de Farias, da empresa Galvão Administração e Serviços de Obras LTDA e de seu proprietário, Cláudio da Silva Galvão.

O pedido de bloqueio faz parte da ação de improbidade movida contra os quatro pelo desvio de verbas da Saúde em 2012, quando a prefeitura firmou contrato com a Funasa – Fundação Nacional de Saúde para a realização de melhorias e ampliação dos sistemas de abastecimento de água do município.

A conduta dos réus, que concorreram para a prática dos atos de improbidade, foram individualizadas e detalhadas na ação, assim como os valores que cada qual deve ressarcir ao erário, na medida de suas responsabilidades.

O valor para a execução das obras era de cerca de 2 milhões de reais. De acordo com o termo de compromisso firmado, foram repassados 823 mil para a obra. No entanto, apesar da liberação dos recursos, as obras não foram realizadas e a prefeitura não prestou contas dos recursos recebidos.

Do valor repassado, 540 mil reais foram pagos à empresa contratada, mas a perícia técnica apontou que os serviços efetivamente realizados correspondem a apenas 51 mil e, ainda assim, estes foram executados em desacordo com os projetos e as especificações técnicas aprovadas, tendo sido também empregado material de má qualidade.

De acordo com a ação do MPF, foi provado que “apesar dos poucos itens executados/iniciados, sem qualquer funcionalidade ou serventia, não houve o atingimento útil, ainda que parcialmente, do objeto do termo de compromisso.”

Segundo o laudo pericial da Polícia Federal, os 490 mil restantes foram pagos indevidamente e embolsados ilegalmente pela empresa, o que configurou um superfaturamento de 951,21%. Dos mais de 490 mil desviados, cerca de 100 mil reais se refere a serviços pagos em duplicidade. Os 280 mil reais de saldo do repasse da Funasa foram irregularmente transferidos para outras contas da própria prefeitura, inviabilizando a verificação da utilização dos recursos.

Na ação, assinada pelo Procurador da República Tiago Rabelo, o MPF requer: a condenação dos envolvidos nas sanções previstas na Lei da Improbidade (Lei nº 8.429/92), que prevê ressarcimento integral do dano causado, no valor de 772 mil reais, perda de função pública, pagamento de multa civil, suspensão dos direitos políticos e proibição de contratar com o Poder Público. Pede, ainda, a condenação solidária dos acionados ao pagamento de danos morais causados à coletividade, no valor de 30 mil reais.

Confira a íntegra da ação

Número para consulta processual na Justiça Federal: 1.14.001.000348/2013-79 — Subseção Judiciária de Itabuna.

Empresário morre após ser atacado por abelhas em fazenda no sul da Bahia

Um empresário da cidade de Itamaraju, no extremo sul da Bahia, morreu após ser atacado por abelhas, na tarde de terça-feira (28). Ele chegou a ser socorrido para o hospital do município, mas não resistiu aos ferimentos. Segundo a Polícia Civil, a vítima é Rotermar Luiz Toretto, que tinha 54 anos, e estava na fazenda onde morava, na zona rural da cidade. A polícia não tem informações das circustâncias em que ele foi atacado pelas abelhas. Rotermar foi socorrido por populares, mas já chegou ao hospital sem vida. O corpo dele foi encaminhado para o Instituto Médico Legal (IML) de Itamaraju. Ele era dono de uma casa de materiais de construção no distrito de Posto da Mata, que fica em Nova Viçosa, também no extremo sul baiano.

natal barrigas 2017

 

point do acai

 

rede construir

 

vereador eduardo do sindicato

 

ciro leto

 

clinica ima corpus

 

pocoes cell

 

acougues angelica

 

j guilherme







WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia